Responda 10 perguntas e descubra o smartphone ideal para você!

Vamos lá?

1) Qual seu orçamento?


Até R$ 600
Até R$ 800
Até R$ 1.000
Até R$ 1.300
Até R$ 1.600
Até R$ 2.000
Até R$ 2.500
Até R$ 3.000
Qualquer valor
Próxima

2) Qual o tamanho de tela ideal para você?


4,7 polegadas
5,0 polegadas
5,3 polegadas
5,5 polegadas
Acima de 5,5 polegadas
Próxima

3) Por quanto tempo você fica longe do carregador?


Nunca
Até 4 horas
Até 6 horas
Até 8 horas
Até 10 horas
Até 12 horas
Mais de 12 horas
Próxima

4) Com qual frequência você joga no celular?


Nunca
Raramente
Ocasionalmente
Frequentemente
Próxima

5) Com qual frequência você utiliza aplicativos de mapas?


Nunca
Raramente
Ocasionalmente
Frequentemente
Próxima

6) Com qual frequência você assiste vídeos no celular?


Nunca
Raramente
Ocasionalmente
Frequentemente
Próxima

7) Com qual frequência você acessa redes sociais ou aplicativos mensageiros?


Nunca
Raramente
Ocasionalmente
Frequentemente
Próxima

8) Você preferiria um celular 20% mais rápido ou com bateria 20% melhor?


20% mais rápido
Bateria 20% melhor
Próxima

9) Você preferiria um celular 20% mais rápido ou com câmera 20% melhor?


20% mais rápido
Câmera 20% melhor
Próxima

10) Com qual frequência você utiliza a câmera frontal?


Nunca
Raramente
Ocasionalmente
Frequentemente
Enviar
Smartphone

Aprenda como escolher a TV ideal para você

14 Abr 2015

Escolher uma TV hoje em dia é um desafio caso você não entenda muito bem sobre o assunto. Com tantos modelos sendo lançados todos os meses, vendedores que na maioria das vezes não sabem do que estão falando e tantas fontes de informação na internet, fica difícil saber qual modelo é ideal para suas necessidades.

Isso sem falar do marketing pouco ético das empresas que adoram inventar funções e números que significam absolutamente nada para o usuário, apenas para tentar impressionar e ganhar uma vantagem sobre a concorrência, mas que acaba dificultando na hora de escolher uma boa TV.

Como regra, uma boa aquisição é aquela que satisfaz suas expectativas. Infelizmente, é muito comum o contrário acontecer. Aquela sensação de dinheiro mal gasto é das piores. Pensando nisso, preparamos esse guia para você fazer uma escolha bem informada e de bom custo-benefício.

TV vs Smart TV

Smart TV

A primeira coisa antes de escolher qual TV comprar é decidir se vai querer uma Smart TV ou não Smart. O conceito de "Smart" se popularizou bastante e significa algo "inteligente", que oferece recursos extras geralmente ligados ao uso da internet. Apesar do preço das Smart TVs terem caído muito nos últimos anos, ainda são mais caras que as TVs "não Smart". E aí, será que vale a pena?

A resposta para essa pergunta não é tão simples quanto alguns pensam. Se por um lado as Smart TVs tem mais chances de receber atualizações futuras trazendo melhorias ao sistema e novas funções, elas também deixam de ser "smart" com o tempo já que nenhuma fabricante continuará atualizando o sistema para sempre, inclusive por limitações da própria TV. Isso, porém, pode ser dito sobre qualquer tipo de aparelho Smart.

Além disso, apesar de parecer sensacional ter funções como um navegador de internet, poder usar serviços de streaming de música e filme como o Spotify e Netflix, respectivamente, quase sempre os aplicativos nativos da Smart TV não funcionam tão bem como em outras plataformas (computador, celular, Set-Top Box, etc.). Alias, pesquisas mostram que apenas 10% de donos de Smart TVs usam o navegador de internet de suas TVs.

Com isto dito, temos três situações diferentes onde recomendamos ou não a escolha de uma Smart TV:

1. Caso a TV seja seu eletrônico de mais uso, escolha uma Smart

É verdade que praticamente todas as opções de aplicativos existentes em Smart TVs tem versões melhores para computadores e smartphones. Porém, se você é daqueles que adora passar horas seguidas no sofá e prefere ter a maior quantidade de flexibilidade de conteúdo direto da TV, sem precisar usar outros eletrônicos ou acessórios, escolha uma Smart TV. 

2. Caso use a TV apenas para assistir o que está passando, escolha uma TV "normal"

O diferencial das Smart TVs é o conteúdo extra que oferece graças a seus aplicativos que utilizam a conexão com a internet. Assim, você pode assistir o conteúdo da Netflix caso tenha uma assinatura, vídeos do YouTube, músicas de diversos serviços de transmissão online, etc. Ou seja, caso não vá usar o extra, não gaste dinheiro à toa. A não ser que o preço seja igual ou a diferença muito pequena para um modelo Smart.

3. Caso queira mais conteúdo e com maior qualidade, compre uma TV e um Set-Top box

Um Set-Top box é basicamente um acessório que você conecta ao televisor o tornando inteligente. Os dois maiores (e talvez melhores) exemplos desse tipo de produto são o Chromecast da Google e a Apple TV. alguns consoles de jogos e aparelhos Blu-ray também funcionam como um Set-Top box.

No caso do Chromecast, você precisa de um aparelho como smartphone ou tablet rodando Android para utilizá-lo. Então, terá um ícone em aplicativos como o Netflix, YouTube e muitos outros permitindo facilmente enviar o que deve ser transmitido na TV. 

Já o Apple TV não precisa de outro produto da Apple para funcionar, mas é um pouco mais caro, custando cerca de R$ 400. Com ele, o usuário pode facilmente alugar filmes, navegar pela internet e usar serviços como o Netflix, além do básico como o uso do YouTube.

Em suma, um Set-Top box como as mencionadas acima trazem mais opções que uma Smart TV oferece nativamente e com maior qualidade e facilidade de uso. 

Tamanho de tela realmente importa

Tamanhos de TV

Costuma-se dizer que existe um tamanho específico de TV onde o custo-benefício atinge seu ápice. Ela geralmente está entre 37 e 40 polegadas. Isso porque TVs menores não são tão baratas e o preço de maiores cresce exponencialmente. Porém, cada caso é diferente e o tamanho é a maior responsável por arrependimento. Você definitivamente não vai querer pensar, depois de gastar um bom dinheiro, "poxa, devia ter comprado uma maior". Por isso, é importante saber qual o tamanho ideal na hora de escolher uma TV.

Em geral, é recomendável pelo menos 32 polegadas para uma TV no quarto e 40 para a sala. Qualquer coisa abaixo disso muito provavelmente lhe deixará insatisfeito. Até porque, na loja elas sempre parecem maiores do que na sua casa, é impressionante.

Um ponto que deve ser cuidadosamente levado em consideração é o tamanho do cômodo onde a TV será usada e a distância entre você e o aparelho. Se você ficará cerca de 2 metros de distância, preferencialmente escolha um modelo com mais de 50 polegadas. Pode parecer exagero, mas alguns especialistas recomendam até maior como o mínimo. Agora, se o cômodo for pequeno, um modelo de 40 polegadas pode ser o ideal.

A TV da sala geralmente é o centro do entretenimento, então vale a pena investir um pouco mais nela do que em uma TV para o quarto, por exemplo. 

Outro ponto muito importante é pensar com antecedência se a TV ficará em cima de um móvel ou montada na parede. No primeiro caso, ela idealmente não pode extrapolar as dimensões do móvel para evitar possíveis acidentes. Já se for usar um suporte para a parede, faça antes uma pesquisa para saber o preço de uma que suportará o tamanho do aparelho e também se a parede em questão é resistente o suficiente.

Em geral, sempre se incline para o modelo maior caso esteja dentro de seu orçamento. Mesmo que à primeira vista pareça grande de mais, provavelmente se acostumará (e talvez queira ainda mais) após alguns dias de uso. 

LCD, LED, Plasma... qual escolher?

Sim, importa, mas não tanto quanto as empresas querem que você acredite. Existem algumas diferenças fundamentais entre essas tecnologias (apesar de não tanto entre LCD e LED) e cada uma tem seus pontos fortes. 

Antes de mais nada, você deve entender que LCD e LED são basicamente a mesma coisa, com a diferença sendo na forma como elas são iluminadas. As TVs LED são basicamente o termo de marketing para TVS LCDs iluminadas por LED ao invés de CCFL. Ou diferença é que as TVs LED consumem um pouco menos de energia que as LCDs tradicionais. Mas mesmo assim, isso não importa muito, visto que hoje em dia a maioria das chamadas TVs LEDs são iluminadas por LED.

Mas e aí, qual é a melhor? Para ajudar a escolher qual a melhor TV para você, listamos alguns dos pontos fortes do LCD, LED e Plasma.

1. Brilho: sem dúvida alguma, as TVs LED contam com o mais forte brilho entre todas, até 20x mais que nos cinemas. Isso significa que mesmo em lugares com bastante luz, como a solar, a experiência não irá sofrer muito. Porém, em ambientes escuros, é recomendável abaixar o nível de brilho pois pode prejudicar seus olhos. Vale notar que algumas TVs plasma possuem tecnologia para evitar reflexos, o que pode torná-la melhor para visualização durante o dia.

2. Nível de preto: esse é um ponto decisivo para muita gente querendo comprar uma nova TV. Sabe quando aquele preto não está tão escuro? Pois é, realmente incomoda. Apesar das tecnologias estarem cada vez mais próximas uma das outras nesse quesito, o Plasma continua oferecendo os melhores níveis de preto. 

3. Contraste: parecido com o nível de preto, este quesito se refere a relação da parte mais escura e a mais clara de uma imagem. Quanto maior, melhor, já que proporciona um sensação maior de imersão e realidade. É um dos fatores mais importantes para julgar a qualidade geral da imagem de um aparelho televisivo. Como era de se esperar, o plasma é o vencedor dessa categoria, em grande parte pelos pretos tão escuros que atinge.

4. Motion blur ou borrões de movimento: sabe quando está assistindo uma corrida e os carros parecem mais borrões que passam rapidamente do que objetos bem detalhados? Isso é o motion blur. O mesmo pode ser notado quando a imagem toda se movimenta, como quando a câmera gira. Esse efeito é algo que nem todo mundo percebe, alguns percebem e não ligam e outros odeiam. Em geral, apesar de ser algo bastante subjetivo, as TVs plasma não sofrem tanto disso por possuírem refresh rates maiores. Alguns modelos de LED e LCD também melhoram isso, mas vão custar mais caro.

5. Ângulo de visão: se você e quem assiste TV com você geralmente está em frente da TV, este quesito pode ser ignorado. Porém, se muitas vezes assistem de ângulos mais ao lado, é importante notar que TVs LED e LCD perdem qualidade quanto mais fora de ângulo frontal se assiste.

6. Consumo de energia: apesar de terem melhorado esse aspecto, as TVs plasma consumem muito mais energia que as LED e em seguida, que as LCD. Caso queira causar menor impacto no meio ambiente ou economizar alguns reais na conta de luz, vá de LED.

7. Tempo de vida: diversos estudos mostram que as TVs planas de todos os tipos são bastante confiáveis em seu tempo de vida. É claro que existem situações onde alguém comprou uma e pifou em pouco tempo. Mas não leve esses testemunhos em consideração já que são apenas casos isolados.

8. Burn-in ou "imagem fantasma": Esse é um problema onde uma imagem fica "queimada" na tela. Muitos anos atrás, esse era um problema um tanto comum em Plasmas, mas hoje quase não existe. A não ser que você deixe sua TV por um período extremamente longo em uma imagem única sem movimento, com cores e brilho forte, não precisa se preocupar. No caso extremo, o mesmo pode acontecer com LED e LCD.

9. Uniformidade: isso refere-se ao mesmo nível de brilho por toda a tela. A maioria das telas LCD e LED sofrem do mal de terem partes com brilho levemente superior que outras. Isso, porém, não é percebido pela grande maioria dos usuários. Mas se é algo que te incomoda muito, as TVs Plasma geralmente tem uniformidades melhores.

Como podemos ver, as TVs com tela Plasma ganham na maioria dos quesitos apresentados. Isso prova que quem diz que o Plasma não deve ser considerado não sabe do que está falando. Porém, isso não quer dizer que você deve escolher uma desse tipo. A verdade é que os quesitos não tem o mesmo peso. Alguns podem preferir mais brilho do que pretos mais escuros, por exemplo. Além disso, está cada vez mais difícil encontrar uma TV plasma moderna.

Resumindo, se você assiste muita TV durante o dia em um lugar que entra bastante raio solar, provavelmente a melhor opção é o LED. Se assiste durante a noite e quer mergulhar na imagem, o Plasma pode ser uma escolha mais interessante. 

Resolução ideal para TV

Resoluções

Muito se fala de HD, Full HD, 2K, 4K e até 8K. É claro que quanto mais, melhor. Como podemos ver na imagem acima, a diferença entre as resoluções é massiva. Porém, de que adianta ter uma TV com resolução tão alta se você não ter o que assistir? Continua sendo muito difícil encontrar conteúdo com resolução 4K e provavelmente continuará assim por um bom tempo. Sim, é a resolução do futuro, mas ainda não estamos lá.

Em geral, escolha uma TV com resolução Full HD (1080p). Além da maioria das pessoas não notarem a diferença entre Full HD e 4K, mesmo em telas grandes, a maioria dos filmes, séries e outros conteúdos estão disponíveis nessa resolução. 

Além disso, o custo-benefício de uma TV Full HD é muito, mas muito maior que uma 4K. Mesmo que isso esteja diminuindo com o tempo, ainda não tem muito sentido fazer um investimento grande em uma TV 4K, especialmente no Brasil. Talvez isso mude rapidamente nos próximos anos.

Qual a melhor marca de TV?

Esse é um ponto muito discutido em fóruns pela internet. Acreditamos ser um ponto um tanto quanto irrelevante já que todas as principais marcar de TV oferecem tanto ótimos modelos quanto outros não tão bons. Por isso é importante prestar atenção em todos os pontos desse guia antes de escolher qual a melhor TV para você. 

A maior diferença entre elas vai estar na interface, principalmente se escolher um modelo Smart TV. A interface da Samsung, por exemplo, é famosa por ser um pouco lenta enquanto a da Sony é um pouco confusa. Isso, porém, não importa muito já que você vai se acostumar com qualquer interface em pouco tempo. O principal em uma TV é a qualidade de imagem e não suas funções extras. 

Em geral, prefira as principais marcas como a Samsung, LG e Sony. Entre elas, você provavelmente não sentirá diferença entre modelos equivalentes. Outras marcas como a Panasonic também possuem ótimos modelos de TV, mas podem economizar de mais em alguns aspectos como o processador. Como regra, se algo parece bom de mais para ser verdade, geralmente é. Comprar uma nova TV geralmente é um grande investimento, então é melhor não arriscar.

Outros pontos a serem considerados

Telas curvas: o conceito de tela curva está se popularizando aos poucos e quem seja seja a norma no futuro. Porém, definitivamente não é para todos. Muitos sentem que a curvatura acaba sendo um distração, atrapalhando a experiência geral. Talvez isso seja apenas uma questão de costume, mas definitivamente não vale o belo preço a mais que precisará desembolar.

TVs 3D: caso ainda tenha essa dúvida, sim, todas as TVs 3D também rodam conteúdo 2D normalmente. O 3D, nesse caso, é apenas uma função a mais e não um tipo diferente de aparelho. Mas vale a pena? Não. Essas TVs vieram quando a febre do 3D estava a todo vapor, algo que os marketeiros adoram. Diversas pesquisas mostram que os donos de uma TV 3D nunca usam a função. Até porque, como poderiam já que quase não existem conteúdo desse tipo?

Conectividade: uma boa quantidade de portas é importante, especialmente se você possui diversos aparelhos que ligará a ela. Então faça as contas contando os consoles de jogos, entrada para TV por Assinatura, aparelho Blu-ray, se vai ligar ao computador, etc. Ter entradas USB também é interessante para conectar acessórios como teclado ou pen-drives. E claro, se não tiver Wi-Fi embutido, uma porta para internet.

Conclusão

Como podemos ver, existem diversas lendas no universo das TVs. É sempre importante se educar antes de gastar tanto dinheiro como um aparelho moderno requer. Se você chegou até aqui, está muito mais preparado para fazer a escolha certa. 

Você dificilmente encontrará um modelo de TV que se sai impecavelmente em todos os pontos que mencionamos por um bom preço. Então decida o que é mais importante para você. Comece fazendo uma pesquisa de modelos e após selecionar um ou dois que achou interessante, faça uma pesquisa de preço e vá no que tiver o melhor custo-benefício. Ou simplifique sua vida e peça uma sugestão nossa!

Caso não tenha o orçamento suficiente para comprar o tamanho de TV que queria, ou espere um pouco mais até ter, ou compre uma menor mas de qualidade. Não adianta comprar algo enorme mas que peca em todos os outros quesitos.


Perguntas recentes

Categoria: tvs

tv da familia

11 meses atrás por Josue


Melhor televisão (custo/benefício) levando em conta resolução, tamanho, preço e funcionalidades (entradas e ALGUMAS ferramentas da Smart Tv)

1 ano, 2 meses atrás por wagnerc070


Qual a melhor opção no momento full hd ou 4k

1 ano, 4 meses atrás por CACA


Televisão LG ou SAMSUNG pra jogar PS4.. Full HD ou 4K?

1 ano, 7 meses atrás por felipefabuloso


smart tv

1 ano, 7 meses atrás por mi


Comprar Smart TV

1 ano, 8 meses atrás por vilvil


Mais perguntas >>