Responda 10 perguntas e descubra o smartphone ideal para você!

Vamos lá?

1) Qual seu orçamento?


Até R$ 600
Até R$ 800
Até R$ 1.000
Até R$ 1.300
Até R$ 1.600
Até R$ 2.000
Até R$ 2.500
Até R$ 3.000
Qualquer valor
Próxima

2) Qual o tamanho de tela ideal para você?


4,7 polegadas
5,0 polegadas
5,3 polegadas
5,5 polegadas
Acima de 5,5 polegadas
Próxima

3) Por quanto tempo você fica longe do carregador?


Nunca
Até 4 horas
Até 6 horas
Até 8 horas
Até 10 horas
Até 12 horas
Mais de 12 horas
Próxima

4) Com qual frequência você joga no celular?


Nunca
Raramente
Ocasionalmente
Frequentemente
Próxima

5) Com qual frequência você utiliza aplicativos de mapas?


Nunca
Raramente
Ocasionalmente
Frequentemente
Próxima

6) Com qual frequência você assiste vídeos no celular?


Nunca
Raramente
Ocasionalmente
Frequentemente
Próxima

7) Com qual frequência você acessa redes sociais ou aplicativos mensageiros?


Nunca
Raramente
Ocasionalmente
Frequentemente
Próxima

8) Você preferiria um celular 20% mais rápido ou com bateria 20% melhor?


20% mais rápido
Bateria 20% melhor
Próxima

9) Você preferiria um celular 20% mais rápido ou com câmera 20% melhor?


20% mais rápido
Câmera 20% melhor
Próxima

10) Com qual frequência você utiliza a câmera frontal?


Nunca
Raramente
Ocasionalmente
Frequentemente
Enviar
Smartphone

9 erros comuns (e fatais) ao comprar um smartphone

24 Nov 2015

Tudo conspira para que você compre o smartphone errado. Pense nisso. Existe sempre um modelo ideal para cada usuário de acordo com seu uso, expectativa e orçamento. Mas como existem centenas de modelos sendo comercializados, as chances de que você o vai escolher são pequenas. 

Mesmo fazendo uma boa pesquisa, as coisas continuam complicadas. As fabricantes tentam sempre nos impressionar com números exagerados, especificações que não significam nada e várias outras táticas duvidosas. Afinal, o objetivo é sempre vender o máximo possível.

Para você não cair em uma cilada, listamos 11 erros que infelizmente são bastante comuns ao comprar um novo smartphone.

1. Acreditar cegamente no que sites especializados dizem

Não queremos generalizar, mas uma quantidade enorme de sites que se dizem especialistas na verdade não sabem muito bem do que estão falando. Vários deles apenas traduzem conteúdo de sites estrangeiros que também são duvidosos. 

Também não é raro ver sites contratarem freelancers que muitas vezes não entendem nada sobre tecnologia para escrever artigos. Se você está lendo um review, o mais importante é analisar quais os critérios da pessoa que está realizando o teste. Se ele não explica os critérios em detalhes, fique bastante suspeito.

2. Cair na onda do vendedor

VendedorSe estiver escolhendo seu novo smartphone em uma loja, terá que lidar com um obstáculo para não fazer a escolha errada: o vendedor. Ele quase nunca é bem preparado, apenas treinado para apontar algumas características que chamam atenção mas que na verdade não significam muita coisa. 

Outro problema em confiar em vendedores de lojas é que muitas vezes, são orientados a tentar vender um aparelho ou marca específica, sem levar em consideração as reais necessidades do usuário. 

3. Acreditar em benchmarks

Quando estamos pesquisando os melhores smartphones, é comum nos depararmos com diversos testes de performance. Essa é uma das maneiras mais fáceis de cair no erro. Se o smartphone x consegue 40 mil pontos enquanto o y atinge apenas 35 mil, não quer dizer necessariamente que y seja inferior.

Testes deste tipo não condizem com o uso real do aparelho. É bem possível que um aparelho que não vá tão bem em testes de benchmark apresente melhor usabilidade que outro que impressiona nos números. Ainda mais alarmante: em 2013 foi descoberto que quase todos os smartphones são programados para trapacear benchmarks.

4. Comprar o mais caro 

A primeira coisa a chamar a atenção de quem está comprando qualquer coisa é o preço. Muitos ainda acreditam na velha falácia de que o mais caro é sempre o melhor. Não é surpresa que muitos ainda acreditam nisso. Até porque, o que justificaria aparelho x ser mil reais mais caro que y?

Alguns smartphones custam tanto justamente para tentar passar a impressão de serem os melhores. É uma estratégia de marketing. Alguns aparelhos dos mais caros realmente possuem as melhores especificações, mas será que performance levemente superior, que jamais será sentida de fato, justifica preços exorbitantes? Não.

5. Comprar o mais barato

O mesmo vale para quem acredita que todos os aparelhos são praticamente a mesma coisa e por isso escolhem a opção mais barata. Existem aparelhos bons de entrada, mas é preciso ter muito cuidado pois as fabricantes costumam inundar o mercado de smartphones que parecem atraente olhando o preço mas que na verdade só vão gerar dor de cabeça.

Em qualquer faixa de preço, sempre existem alguns aparelhos mais indicados que outros. É preciso ficar de olho aberto para não cair em uma cilada. A economia de R$ 100 pode significar um amargo arrependimento após a compra. 

6. Não verificar o histórico de preço do produto

Mudança de preçoEssa erro não é exclusivo para smartphones. De acordo com uma pesquisa realizada no começo de 2015, as lojas virtuais no Brasil alteraram o preço de seus produtos 7 vezes POR MINUTO. Para ser mais exato, foram registradas 943.544 alterações apenas no primeiro trimestre do ano. Por isso precisamos sempre verificar qual o histórico de preço do produto que queremos comprar.

Existem diversas ferramentas online como o do Buscapé e Zoom onde você pode ver as alterações de preço de qualquer produto. Às vezes uma oferta pode parecer boa mas na verdade o preço já esteve muito abaixo duas semanas atrás, por exemplo. Se o histórico mostra que o produto está em seu valor mais alto nos últimos tempos, vale a pena esperar um pouco. O mesmo vale se ele oscila constantemente.

7. Não pedir sugestões

Já falamos que você não deve confiar cegamente no que sites ou supostos especialistas dizem online caso os critérios da análise não sejam claros e muito menos em vendedores. Mas então como escolher o melhor smartphone para você? Antes de mais nada, é importante fazer sua própria pesquisa, buscando diversas fontes diferentes. O ideal é aprender sobre o assunto, o que cada especificação significa, qual versão do sistema operacional o aparelho roda, se ele receberá atualizações, se não possui alguma falha grave, o que outros compradores estão achando dele, etc.

Mas convenhamos, isso é uma tarefa e tanto. Por isso é importante pedir sugestões de quem sabe bem do assunto. Se você conhece alguém em quem confia plenamente e sabe que conhece muito bem o mundo dos smartphones, está em sorte. Já aqui no Decidiu, o objetivo é sugerir o melhor modelo ao usuário de acordo com seu orçamento e suas necessidades. A verdade é que cada pessoa utiliza o smartphone de uma forma diferente e é por isso que há sempre um modelo ideal para cada caso. Perguntando no Decidiu, é exatamente o modelo ideal para você que buscamos sugerir.

8. Ser iludido pelas especificações

Termos técnicos confusosFull HD, 2K, 4K, Dual/quad/octa-core, 32bit, 64bit, OLED, AMOLED, LED, IPS, LTE, 4G, 3G, ARM, Cortex, Snapdragon, HDR, mAh... a lista de termos técnicos que são usados para divulgar um smartphone é enorme. Você teria que passar um mês apenas para aprender o que cada um significa de fato e não só o que dizem por cima. Nem sempre um processador octa-core é melhor que um quad-core, por exemplo. 64bit não significa que terá uma performance superior do que 32bit e por aí vai.

As fabricantes sabem que a maioria das pessoas não sabem o que esses termos realmente significam e muito menos o que as especificações realmente representam para a performance. Por isso enfeitam seus produtos com números que impressionam mas que servem só para isso mesmo, impressionar. 

9. Não levar em conta a possibilidade de atualizações

Durante o ano, os sistemas operacionais de smartphones vão recebendo diversas atualizações e pelo menos uma vez no ano, uma completa nova versão do sistema operacional é lançado. Essas atualizações às vezes servem apenas para corrigir falhas ou melhorar alguns aspectos básicos, mas algumas vezes trazem diversas novidades que todo usuário quer.

Nunca deixe de analisar se o modelo que está comprando receberá, ou tem chances de receber, atualizações. Uma dica para não cometer esse erro é não comprar modelos antigos e nem de marcas desconhecidas. Busque sempre comprar um modelo lançado nos últimos 12 meses. 


Perguntas recentes

Categoria: celulares

Smartphone que não trave, rápido e com bom preço?

2 meses atrás por Stephanie


Smartphone com bom processador

2 meses, 4 semanas atrás por thiago.magalhaes


Smartphone com boa bateria pra videos

5 meses, 3 semanas atrás por Tainavelozo


Smartphone custo benefício

6 meses, 3 semanas atrás por Sil


smartphone que não trave

8 meses atrás por mi


Alguem sabe se as baterias de celulares vendidas por lojas Americanas, Casas Bahia, etc... são realmente originais, ou são originais xing ling?

8 meses atrás por tetty


Mais perguntas >>